Traficante gasta R$ 190 mil para construir motel em presídio

Agentes de inteligência da Superintendência de Administração Penitenciária (Seap) descobriram um motel com 112 quitinetes irregularmente construído dentro da Penitenciária Odenir Guimarães (POG), em Aparecida de Goiânia, Goiás. O custo foi de R$ 120 mil e mais outros R$ 70 mil de propina para o então diretor da unidade, Marcos Vinícius Alvez.

Quem bancou tudo isso foi o traficante Thiago César de Souza, de 32 anos, um dos presos na POG. O prédio foi construído em 20 dias, um tempo recorde, e ele esperava faturar R$ 120 mil por mês no aluguel das quitinetes do motel para visitar íntimas dos companheiros de cárcere.

A Seap determinou a destruição do motel.