Taxista recusa sexo como forma de pagamento e apanha de passageira

Uma mulher foi presa em Plymouth, na Inglaterra, após agredir um motorista de taxi que se recusou a aceitar sexo como forma de pagamento por corrida com valor equivalente a R$ 130.

A mulher, identificada apenas como Gemma, afirmou que era garota de programa e ofereceu seu serviço como compensação a corrida de táxi, mas a proposta não foi aceita pelo taxista. Ela tentou pegar diversas vezes nas partes íntimas do motorista, mas o mesmo desviou e acabou sendo agredido pela mulher.

O motorista conseguiu tira-lá do carro e chamar a polícia.