13 Out 2017

Na última quinta-feira, um produtor de tofu foi preso na China sob acusação de vender armas ilegais após seu comércio de tofu ser fechado por dificuldades financeiras.

De acordo com as autoridades chinesas, o homem de 34 anos identificado apenas pelo sobrenome Zhou já havia lucrado o equivalente a 48 mil reais em quatro meses de tráfico.

O curioso é que o ex-produtor de tofu estava traficando armas de ar comprimido, que são proibidas na China caso sejam capazes de causar dano fatal em pessoas.

Muitos traficantes chineses modificam armas de ar comprimido para que fiquem mais potentes e mais baratas que armas de fogo tradicionais.

Zhou fechou seu negócio de tofu devido às rígidas regulamentações anti-poluição da China. Como o processo de fabricação de tofu precisa de bastante água, Zhou estava tendo dificuldades para descartar corretamente suas águas residuais.

Veja mais posts

Páginas