Primeiro homem grávido está sofrendo ameaças de morte

Hayden Cross nasceu mulher mas, aos 17 anos e após vários anos sofrendo na pele de um gênero com o qual não se identificava, decidiu mudar de sexo. No entanto manteve o desejo de ter um filho biológico e, por isso, agora é o primeiro homem do Reino Unido a estar grávido.

O processo, conta o inglês de 20 anos, não tem sido fácil e Hayden engravidou sem qualquer ajuda do sistema de saúde britânico. Em um programa de televisão, o futuro pai contou que tem recebido ameaças de morte. “Recebo regularmente ameaças de morte, gente que diz que me vai matar à pancada. Atrasei os meus tratamentos e cirurgias de mudança de sexo um ano para poder dar à luz. É assustador, mas tudo o que interessa é que vou ter um filho como sempre quis. Não é todo mundo que quer um filho quando tem a minha idade”, revela Hayden Cross, que já está grávido de quase três meses.

Como o processo não é fornecido pelo sistema de saúde inglês, Hayden teve que arranjar ele mesmo um dador de esperma e recorreu às redes sociais. “Encontrei dois dadores de esperma no Facebook. Falei com eles há algum tempo e tratamos de tudo. Depois vieram à minha casa, ejacularam num copo e eu que tratei da inseminação”, afirma o primeiro homem grávido do Reino Unido.

Com esperança no futuro, Hayden revela que tem recebido muito apoio da família. “Sempre quis ter uma família minha. A minha mãe tem sido o meu maior apoio. Quando o meu filho crescer, vou contar-lhe tudo abertamente e espero que ele tenha uma mente aberta como eu”, conclui Hayden Cross.