Pedófilo é poupado da cadeia por ser anão

Um anão pedófilo que incitava crianças a performar atos sexuais online foi poupado da cadeia por causa de seu tamanho.

Bryan Anthony Bowen, contactou duas garotas, de 13 e 15 anos, via Facebook e pediu para que elas simulassem sexo via internet e mandassem fotos peladas.

Durante o julgamento, o juiz Rhys Rowland descreveu Bryan como “pequeno de estatura e inadequado em suas ações”, acrescentando que ele sofreria muito na prisão.

O juiz, então, sentenciou-o a 48 semanas de prisão, que foram suspendidas por dois anos.