Paralisado, homem acusa ex-namorada de ataca-lo soletrando seu nome com a língua

Uma vítima de ataque com ácido não suportou viver com os ferimentos e decidiu se submeter à eutanásia. Porém, antes de morrer, acusou a ex-namorada soletrando seu nome com a língua. 
Mark van Dongen, de 29 anos, chegou a ficar paralisado do pescoço para baixo, perdeu a perna, a orelha e olho esquerdo em decorrência da agressão, corrida na cidade de Bristol, na Inglaterra. 
O pai de Mark afirma que o filho passou quatro meses tentando se comunicar com o mundo, com ajuda de interpretes ele usava a língua para indicar as letras do alfabeto em um quadro e, assim, soletrar as palavras. 
Ao perguntar a ele quem era o autor do ataque “ele apenas estendeu a língua e soletrou Berlinah”, contou Cornelius, pai da vítima. 
Berlinah Wallace, de 48 anos, é ex-namorada de Mark. De acordo com investigações, ela teria aceitado mal o fim do relacionamento de cinco anos do casal. Então, ela teria jogado uma substância corrosiva no ex enquanto ela estava deitada na cama. 
Antes de decidir morrer, Mark gravou um vídeo onde revela, com a língua, o que Berlinah fez e conta que ela gritava “se eu não posso ficar com você, ninguém mais vai ficar”.