29 Jun 2017

Monalisa Perez, de 19 anos, natural do Minnesota, nos EUA, foi detida depois de matar o namorado, Pedro Ruiz III, com um tiro acidental, enquanto os dois gravavam um vídeo para o YouTube.

O casal, que estava junto há cinco anos, é conhecido na plataforma por fazer vídeos de disputas e acrobacias perigosas. Os dois preparavam um novo vídeo, em que Monalisa disparava uma arma contra um livro que o namorado tinha no peito, e as gravações terminaram em tragédia.

A filha do casal, de apenas 3 anos, assistiu a tudo e ficou em choque ao ver o pai morrer à sua frente. Monalisa, que está grávida, entrou em pânico e começou a gritar, alertando os vizinhos, que chamaram as autoridades. A mulher foi prontamente detida. Interrogada pela polícia, a jovem contou que Pedro tinha feito vários testes com a arma e que a bala disparada nunca tinha atravessado por completo o livro. O jovem norte-americano teve morte imediata quando o tiro foi disparado a cerca de 30 centímetros do seu peito e atingiu em cheio o coração.

A polícia analisa as imagens da tragédia. Horas antes, Monalisa tinha anunciado no Twitter que ela e o namorado estavam "gravando um dos vídeos mais perigosos da história" e que a ideia tinha sido de Pedro. "Quem me dera que eles não tivessem feito nada disto. Quem me dera que eles tivessem continuado com os desafios inofensivos. Eles estavam tão apaixonados. Foi um desafio que acabou mal. Não devia ter acontecido nada disto", lamentou a tia de Pedro, Claudia Ruiz, ao canal WDAY-TV.

A polícia tem agora na sua posse o vídeo do momento em que Pedro Ruiz III é alvejado e está analisando as filmagens. Monalisa é acusada de homicídio culposo e enfrentará até 10 anos de prisão.

Veja mais posts

Páginas