Odebrecht quer tornozeleira mais confortáveis para seus executivos

“São muito grandes, não podem ser usadas com alguns tipo roupa como calças justas e botas, as baterias tem duração muito pequena” Sim, essas sã algumas das demandas reais de executivos da Odebrecht.

Um executivo da empresa que já está passando por isso fez o alerta e propôs até uma doação para melhorar as aparelhos, já que vários outros executivos, entre eles o patriarca Emílio Odebrecht e o filho, Marcelo, terão que usá-lo em breve depois do acordo de delação premiada.

A sugestão, que não foi aceita pelos procuradores, foi comprar um modelo de tornozeleira menor e com bateria mais poderosa. Descobriram isso após uma grande pesquisa que chegou a seis marcas, quatro dos Estados Unidos, uma da Suíça e a ‘escolhida’, de Hong Kong.