24 Mai 2017

Uma mulher australiana morreu após alcançar o topo do Monte Everest, na tentativa de provar que “veganos podem fazer qualquer coisa”.

A Dra. Maria Strydom, de 34 anos, morava em Melbourne, na Austrália e morreu quando descia do monte no último sábado. Ao que tudo indica a morte foi causada devido a altitude. O marido de Maria, Robert Gropel, que também fazia a escalada, sofreu um edema pulmonar, mas mesmo assim sobreviveu.

Ambos já possuíam grande experiência em escaladas e objetivo era escalar os sete picos mais altos dos sete continentes e provar que os “veganos podem fazer qualquer coisa”. O desafio surgiu após cansarem de ouvir perguntas sobre as deficiências de ferro e proteína na dieta vegana.

 

Um holandês que fazia parte da mesma expedição morreu poucas horas antes da Dra. Strydom pelo mesmo motivo. As mortes do Dr. Strydom e do Sr. Arnold foram as primeiras confirmadas este ano no Everest.

Veja mais posts

Páginas