Médica sequestra bebê para que sua mãe pudesse reencarnar

imagem meramente ilustrativa 

Uma psiquiatra de 40 anos, chamada Constanta Albumel, foi condenada a três anos de prisão por um tribunal da Suíça. Ela sequestrou um bebê com o intuito que sua mãe, já falecida, reencarnasse na criança.

A médica e seu marido viajaram de Zurique até Timisoara, na Romênia, onde raptaram a recém-nascida de um hospital.

O marido foi cúmplice do plano após sua esposa ameaçar pedir o divórcio, ele afirmou que ela estava obcecada com a ideia de reencarnar a mãe.

Ambos foram condenados por rapto e a criança foi devolvida a sua família.