Jovem fingia ser garota na internet para enganar crianças

Os alvos do jovem de 18 anos eram garotos com idades entre 11 e 16 anos. Ele pedia que as crianças se masturbassem diante da câmera e depois gravava as imagens.

Após gravar as imagens, ele as chantageava e obrigava-as a fazer outros atos sexuais.

Ele fez dois irmãos fazerem sexo oral um no outro e também tentou fazer outra criança a fazer sexo com um cachorro.

Ele foi descoberto quando o pai de uma das crianças foi verificar as mensagens que o filho trocava em seu tablet.

No computador do suspeito, também foram encontradas fotos de abuso sexual infantil. Ele conversava pela internet com sete crianças.

Harry Johnson foi condenado a seis anos de prisão em St Albans, no Reino Unido.