Homem retorna sete meses após família fazer seu funeral

A confusão começou quando a polícia entrou em contato com a família para dizer que haviam encontrado o corpo do homem dentro de um apartamento que ele havia alugado.

O corpo era difícil de identificar devido ao estado de decomposição avançado, mas o irmão do suposto falecido achou estranho porque seu irmão não tinha dois dentes da frente, diferente do corpo.

A polícia pressionou a família para que recolhesse logo o cadáver para liberar o apartamento, então a família realizou um funeral e cremou o corpo.

Sete meses após o incidente, o suposto falecido apareceu na casa da família, dizendo que estava trabalhando e vivendo em um barco de pesca desde janeiro de 2016.

A polícia agora acredita que o homem que foi cremado havia roubado a identidade do pescador para alugar o apartamento e acabou morrendo por intoxicação alimentar.

O pescador de 44 anos, Sauron Sacheewa agora está vivendo com sua família em Ban Lao Fai, na Tailândia.