Homem-bomba processa prisão de segurança máxima

O homem-bomba preso após uma tentativa de atentado em 2009 está processando a penitenciária em que ficou preso, no Colorado, Estados Unidos, alegando que seus direitos foram violados.

No natal de 2009, Umar Farouk Abdulmutallab tentou explodir um avião com uma bomba escondida em sua roupa íntima, mas bomba falhou e ele foi capturado pelos passageiros.

Ele é um nigeriano que se tornou um agente da Al-Qaeda. Ele tentava se vingar pelas mortes causadas pelo exército dos Estados Unidos.

Ele disse que, na prisão, não recebeu alimento adequado a sua religião muçulmana e foi hostilizado por colegas de cela que eram supremacistas brancos. Ele também foi proibido de falar com familiares, incluindo seus sobrinhos.