Garota de 17 anos foi estuprada antes de ser jogada para crocodilos

Brittanne Drexel desapareceu em 2009, em Myrtle Beach, na Carolina do Sul, EUA. Sete anos depois o FBI descobriu o que aconteceu à jovem de 17 anos. A investigação revelou que Brittanee foi sequestrada durante três dias e que o crime foi cometido por um grupo de jovens. 

Segundo testemunhas, a jovem foi morta a tiros e o corpo que nunca foi encontrado, atirado em um lago e devorado por crocodilos. Foi após a confissão de Taquan Brown, que está preso e cumprindo pena de 25 anos por homícidio, que as autoridades chegaram a esta conclusão. 

Na verdade, Brown não está diretamente ligado com este caso mas afirmou que esteve presente nos últimos momentos de vida de Brittanee, num esconderijo em McClellanville, EUA. Foi aqui que o presidiário admitiu ter visto Taylor, de 16 anos, e outros homens estuprando a jovem. Neste momento a jovem tentou fugir mas foi imediatamente capturada e levada para uma casa onde se ouviram dois tiros. 

As autoridades estão à procura de provas para dar início a um processo contra Taylor pelo crime de homícidio da jovem Brittanee Drexel.