Estudos ligam maconha a vida sexual mais ativa, entenda

Pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Stanford afirmam que usuários de maconha praticam aproximadamente 20 por centro a mais de sexo do que os abstêmios.

Eles chegaram a tal conclusão após uma análise retrospectiva de dados de 50 mil norte-americanos de 25 a 45 anos de idade compilados de 2002 a 2015 pela Pesquisa Nacional de Crescimento Familiar.

Os entrevistados foram indagados quantas vezes tiveram relações heterossexuais nas quatro semanas anteriores e com que frequência fumaram maconha nos últimos 12 meses.

Dado que o casal típico faz sexo em média uma vez por semana, compartilhar um cachimbo ou cigarro pode proporcionar até 20 relações sexuais adicionais.