Escola raspa cabelo de menina sem permissão.

Denise Robinson, de Massachusetts, Estados Unidos, afirmou que ninguém a contactou pedindo permissão para raspar o cabelo de sua filha de sete anos.

A escola alega que raspou por higiene, porém não especificou mais que isso.

“Eu estou muito chateada, não vou parar de ficar chateada. Eu sinto que minha filha foi desrespeitada e violentada”, contou a mãe.

A criança contou a mãe que uma das professoras envolvidas no incidente falou “não precisa se preocupar, seu cabelo vai crescer de novo liso”.

“Não foi por motivos de higiene, minha filha não tinha nenhum piolho ou nada do tipo”, acrescentou Denise.