Em carta anônima, mulher pede perdão por furto e e devolve dinheiro

Uma carta anônima com pedido de perdão por furto surpreendeu o comerciante Valter Alegrete, a correspondência chegou a loja com uma carta escrita a mão e R$ 400 em dinheiro, equivalente a duas peças de roupas que a mulher roubado.

O dono da loja ficou abismado com a sinceridade da mulher e decidiu divulgar a carta para dar uma lição de moral para outras pessoas que já tenham cometido delitos.

Atualmente, Valter procura pela ladra para parabeniza-la pela coragem.