Dentista devolve dinheiro que mãe gastou na criação dele

O dentista de 41 anos de idade foi condenado a pagar aproximadamente 2 milhões e 400 mil reais para compensar o dinheiro que a própria mãe pagou pela sua criação.

Com medo de ser abandonada, a mãe havia assinado um contrato com o filho há vinte anos, estipulando que eles deveriam pagar a ela 60% do lucro líquido de seu salário.

Ela entrou na justiça quando o filho se recusou a cumprir o contrato. O dentista alega que a criação de uma criança não deve ser medida financeiramente, pois isso viola os “bons costumes”.

No entanto, o tribunal de Taiwan julgou a favor da mãe, pois o homem já era maior de idade quando assinou o contrato, e agora deve cumpri-lo.