03 Jan 2018

Os cientistas do Laboratório Kamitani, na Universidade de Kyoto, no Japão, explicam que a máquina é capaz de ler sinais do cérebro e reproduzir aquilo que a pessoa está olhando.

A máquina ainda está em processo de desenvolvimento, o que faz com que imagens sejam distorcidas, mas dentro de alguns anos a máquina terá mais nitidez.

De acordo com cientistas, ela poderá ser utilizada para gravar lembranças, sonhos e até mesmo fazer com que pacientes em coma se comuniquem com familiares.

Outra parte do experimento pediu que pessoas imaginassem uma letra do alfabeto, o que fez com que a máquina captasse a imagem da letra com nitidez.

Dessa maneira, seria possível fazer com que pessoas em coma enviassem mensagens por meio da própria mente.

Veja mais posts

Páginas