Canibal corta namorada em pedaços, frita cérebro e come

Um homem russo, de 21 anos, foi acusado de canibalismo após ter, supostamente, matado a mulher que estava namorando, fritar seu cérebro e beber seu sangue.

Dmitry Luchin é acusado de espancar e matar uma mulher de 45 anos, identificada apenas como Olga B, ele foi acusado de bater na cabeça dela com uma garrafa de vinho 25 vezes, antes de esfaquear-la no peito quatro vezes.

Ele cortou suas orelhas, mamilos e outras partes do corpo. Então, cortou seu cérebro, fritou e comeu. A polícia afirma que ele confessou seus crimes, mas o julgamento acontecerá apenas no ano que vem.

“Eu drenei o um pouco do sangue dela e coloquei em um copo, eu precisava de seu sangue para beber enquanto a comia” afirmou o assassino.

Os investigadores afirmam que ele ainda tirou o resto do sangue da mulher para banhar-se com ele.