Bebê vira refém da própria mãe antes mesmo de nascer

Uma mulher que trabalhava como barriga de aluguel recusou-se a entregar o filho aos pais biológicos da criança porque eles não queriam dar presentes a ela durante a gravidez.

Diversas vezes durante a gravidez ela ameaçou abortar a criança, e ela se recusou a entregar o filho aos pais biológicos após o nascimento do bebê.

Ela também acusa os pais biológicos de atrasarem seus pagamentos e deixarem de arcar com alguns custos.

A mulher que a contratou era incapaz de ter filhos por ter tido câncer, então o sêmen de seu marido foi inseminado na barriga de aluguel.

De acordo com a lei Australiana, a barriga de aluguel deveria ter responsabilidade parental compartilhada com os pais biológicos, mas devido ao seu mal-comportamento, a barriga de aluguel foi proibida de entrar em contato com o filho novamente.