Atleta convertido diz que marca de energético famosa é ‘anti-cristã’

O campeão de BMX Colton Satterfield cancelou o contrato com a empresa de energético Monster Energy devido a supostas mensagens ‘anti-cristãs’.

Segundo o atleta recém-convertido à Igreja de Jesus Cristo e dos Santos dos Últimos Dias, o problema são as “logos” e “decisões de marketing” utilizadas pela empresa.

Apesar de não ter sido específico em relação aos motivos, muitos fãs acreditam que ele está se referindo à teoria de conspiração que diz que a logo faz referência ao número 666.

De acordo com um vídeo que viralizou em 2014, cada linha da logo é idêntica à letra hebraica ‘vav’, que também era usada como o numeral ‘6’.

O mesmo vídeo também diz que a letra “o” com um traço no meio forma uma cruz, que de cabeça para baixo seria associada ao satanismo.

No entanto, de acordo com o site Snopes, que investiga lendas urbanas, o número não seria escrito “seis seis seis”, e sim “seiscentos e sessenta e seis” como na Bíblia, que em hebraico seria “tav resh samech vav”.

Já o símbolo formado pela letra “o” com um traço no meio seria semelhante à letra grega “phi”, que foi criada muito antes do surgimento do cristianismo.